My Dress Code

"Vestir-se é dizer ao mundo quem é você."(Viviene Westwood)

Tag: Alimentação

15 agosto, 2016

Dieta Paleolítica, de volta a era das cavernas!!!

Estes dias conversei com a minha nutricionista sobra a tão falada Dieta Paleolítica, que preconiza, principalmente, o consumo de proteínas, verduras, frutas e jejum prolongado.

Muitas celebridades perderam vários quilos em tempo recorde e inúmeras pessoas falaram que testaram e nunca viram nada igual… Enfim, este é o assusto do momento. Essa dieta polêmica, divide opiniões entre os especialistas, já virou até tema de documentário, oThe Perfect Human Diet, lançado em fevereiro deste ano.

dieta_paleolítica-my_dress_code-4

Como tinha várais dúvidas a respeito deste assunto, resolvi compartilhar com vocês as dicas da Dra. Marina Caleiro.

Antes de começar a fazer qualquer dieta por impulso, é legal se informar o máximo possível, já que restrições alimentares radicais podem causar danos para o organismo. A Dra. Marina sempre fala que cada pessoa tem necessidades e objetivos específicos e o que funciona para um, pode ser péssimo para outro. Por este e outros motivos, recomendo que consulte uma especialista antes de embarcar em qualquer modismo neste aspecto.

dieta_paleolítica-my_dress_code-1 dieta-paleo Segundo a minha nutri, a Dra. Caleiro, a Dieta Paleolítica se baseia nos hábitos de nossos ancestrais, povos nômades, que ainda não praticavam a agricultura, cerca de dois milhões de anos atrás. Como é de se imaginar, eles não tinham fogão, geladeira e muito menos supermercados (rsrsrsrs), desta forma precisavam obter seus alimentos através da da caça e da pesca.

A alimentação de antigamente era muito diferente da que temos hoje. Não existia pães, refrigerantes, açúcar refinado, massas e outros produtos industrializados. A dieta dos homens das cavernas somada a uma rotina intensa de caminhadas, excericios físicos de força e longos períodos de jejum contribuíam para deixa-los magros com a musculatura forte. O homem das cavernas era sarado!!! Rs

dieta_paleolítica-my_dress_code-7

“A grande vantagem desta dieta é a restrição de produtos industrializados, ricos em corantes, conservantes, sódio e açúcares; e o alto consumo de frutas, legumes e verduras, ricos em fibras, vitaminas e minerais. No entanto, temos que ressaltar alguns cuidados com uma alimentação tão restritiva!!! ” Afirma a Dra. Marina. 

dieta_paleolítica-my_dress_code-5

As carnes tem um papel fundamental na nossa alimentação diária, sendo uma ótima fonte de proteína, gorduras e micronutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo. Porém, o consumo de carnes à vontade, além de poder causar um excesso de proteínas, também pode sobrecarregar os rins. Devemos ter cuidado com o alto consumo de gorduras, principalmente da carne vermelha, rica em gordura saturada, o que prejudica a saúde.

Além disso, o jejum prolongado pode gerar complicações importantes, como hipoglicemia, redução da concentração, fadiga, cansaço e degradação excessiva de massa muscular, que pode levar a um quadro de cetose. A cetose acarreta uma grande produção de ácido úrico, uréia e amônia, compostos tóxicos ao organismo, que podem levar a uma sobrecarga renal e hepática.

Por todos esses fatores, Marina afirma: “Uma alimentação equilibrada, ainda é o grande segredo para garantir a saúde e qualidade de vida!!!”

Contatos da Dra. Marina Caleiro- CRN 22967

Telefones: (11)38120851 / 983414085

e-mail: [email protected]

Tags:
27 junho, 2016

Truques para controlar a fome no inverno

No inverno o apetite aumenta, mas infelizmente a vontade de malhar não aumenta na mesma proporção. Nesta época do ano sentimos mais necessidade de comer coisas gordurosas e ficar “beliscando” o tempo todo. A pergunta que não quer calar é como driblar a fome e evitar de ganhar peso? A nutróloga Dra. Ana Luisa Vilela, da Slim Form, deu umas dicas ótimas para controlar a fome no inverno.

fome_no_inverno-my_dress_code

A Dra. Ana Luisa contou que nosso organismo exige mais energia quando a temperatura está mais baixa. ”Isso acontece porque o gasto energético nessa época do ano é maior já que o organismo se esforça mais para manter a temperatura corporal estável. Esse aumento de apetite é uma resposta do nosso corpo, que solicita mais energia – e nós respondemos isso com a ingestão de mais alimentos, muitas vezes bem calóricos”, revela a médica.

fome_no_inverno-my_dress_code-4

No frio sentimos necessidade de comer mais e essa vontade geralmente não inclui alimentos crus e frios e assim acabamos deixamos saladas e frutas de lado. É aí que mora o perigo. ”Os excessos desse período se deve ainda a necessidade de produção de serotonina, um neurotransmissor que promove a sensação de bem-estar, que é diminuído principalmente em pessoas que não se sentem confortáveis com as temperaturas mais baixas”, fala a médica que acrescenta ”para suprir esta sensação muitos acabam descontando na comida e além de engordar podem ainda desenvolver doenças como hipertensão e obesidade, além de contribuir para o aumento dos níveis de colesterol e triglicéride – que elevam os riscos de problemas cardiovasculares”, alerta Dra. Ana.

fome_no_inverno-my_dress_code-3

Por essas e outras, é essencial redobrar os cuidados com a alimentação na estação mais fria do ano. Para isso, a médica listou algumas dicas importantes para controlar a fome no inverno.

·         Consuma mais proteínas, que demoram mais para serem metabolizadas e liberadas, assim a sensação de saciedade aumenta;

·         Evite os excessos de carboidratos, apesar de serem convidativos para o inverno;

·         Prefira fazer sopas com legumes que não sejam de cor amarela e laranja;

·         Abuse de chás que além de esquentar o corpo, aumentam sensação de bem estar;

·         Prefira as frutas típicas da safra que são ricas em vitamina C como: morangos, tangerina, laranja e maracujá.

·         Para os tentadores fondues, faça-os com carnes cozidas ao invés de fritas e misture queijos magros e os mais claros possíveis para molhar os pães integrais. Na versão doce, use chocolate em pó 70% cacau e aproveite a receita de leite condensado light: 1 xícara de leite em pó desnatado, 1/4 de xícara de água fervente e 1/2 xícara de adoçante em pó.

Sobre a Slim Form:

Clínica médica especializada em emagrecimento e estética liderada pela Dra. Ana Luisa Vilela.

 www.slimform.com.br – www.draanaluisavilela.com.br

 

Tags: ,
4 abril, 2016

Minha dieta detox de 5 dias

Hoje comecei uma dieta detox de 5 dias. Minha meta é diminuir o inchaço e perder gordura, sem perder massa muscular.  Apesar de ter dado um tempo com chocolate, confesso que tenho exagerado um pouco. Adoro comer bem e beber um bom vinho!!! Rsrsrs

dieta_detox_5_dias-my_dress_code-2

Fiz uma avaliação com a nutricionista, a Dra. Marina Caleiro, que me indicou uma dieta rica em proteína magra, sucos e vegetais para desintoxicar o organismo. Sengundo a Marina, o termo detox, que está super em alta, é usado na nutrição funcional com o objetivo de ajudar o corpo a eliminar toxinas acumuladas e outras substâncias prejudiciais à saúde.

Diferentemente do que muitos pensam, a alimentação detox não é super restritiva. Não passei fome estes dias e apesar de ter cortado a farinha de trigo, o açucar, a carne vermelha e os carboidratos com alto índice glicérico, em nenhum momento me senti fraca.

A correria do dia a dia somada ao estresse e a uma alimentação desregrada, cheia de produtos industrializados, agrotóxicos, hormônios, corantes e altas quantidades de açucar e sódio contribuem para que o corpo acumule toxinas, impedindo a absorção de nutrientes. Sem contar que atualmente, o cardápio da maioria das pessoas é rico em conservantes e gorduras e pobre em vitaminas e minerais, o que prejudica a saúde e diminui a energia. Não é a toa que todo mundo anda cansado, com dor de cabeça e tem problemas gástricos. Por essa razão, é importante fazer uma faxina de dentro para fora e desintoxicar o organismo.

“Vale lembrar que nosso corpo, por si só, já é capaz de eliminar essas substâncias “nocivas”, através do sistema hepático e renal. Mas não custa dar uma ajudinha extra!!! Portanto, uma alimentação balanceada, rica em vitaminas e minerais (como legumes, verduras, frutas, cereais integrais, carnes magras, entre outros) e pobre em alimentos ricos em açúcar, gordura e alimentos industrializados; é de extrema importância pra garantir uma melhora na saúde e na qualidade de vida.” Afirma Dra. Marina

dieta_detox-5_dias-keep-calm-and-lets-detox

Veja o cardápio da minha Dieta Detox de 5 dias, criado pela Dra. Marina Caleiro, cujo objetivo é reduzir a massa gorda e diminuir a retenção de líquidos:

Café da manhã  dieta_detox-suco_verde-my_dress_codeSuco Verde – Couve orgânica ( 1 folha) + maçã gala ( 1 unidade com casca) + gengibre ( 1 pedaço de 2cm picado). PS: a fruta pode ser substituída por 4 morangos ou 1 pêr

+ 2 ovos cozidos ou 1 fatia de queijo branco

Lanche da manhã

Água de coco – 200 ml

ver mais

Tags: