My Dress Code

"Vestir-se é dizer ao mundo quem é você."(Viviene Westwood)

11 maio, 2016

Dicas sobre adestramento comportamental para cães

Esse post é para você que ama cachorro e quer tirar algumas dúvidas básicas sobre como educar seu peludo da melhor forma. Fiz uma entrevista sobre adestramento comportamental com o Leandro Lecão, especialista no assunto, com mais de 20 anos de experiência na área.
adestramento_comportamental-my_dress_code-3
Eu, pessoalmente, estava alguns probleminhas com o meu Border Collie de 6 meses, o Ozzy, que mesmo depois de uma hora de caminhada continuava super agitado e não respeitava ordem nenhuma dentro de casa.
A convivência familiar estava ficando cada dia mais complicada. Minha avó não podia mais ir no jardim com medo de que ele pulasse e derrubasse ela. A funcionária de casa disse que ia pedir demissão se ele rasgasse de novo sua roupa… A lista de travessuras é grande. Rsrsrsrs
adestramento_comportamental-my_dress_code-2
Resolvi pedir ajuda para um profissional especializado em adestramento comportamental para tentar corrigir a tempo as tendências inadequadas do Ozzy. Depois de apenas 5 aulas com o Leandro Lecão, posso afirmar que o meu Border está mais calmo e já começou a obedecer alguns comandos básicos. Não existe milagre e é preciso dar continuidade ao treino em casa também.

Você pode até pensar que seu amigo peludo não necessita de educação adicional, além daquela que você mesma fornece a ele. Mas num segundo momento, você pode se deparar com certos problemas de comportamento, muitas vezes até básicos, que se não forem corrigidos podem causar grandes transtornos.

Confira a entrevista que fiz com o Lecão para tirar algumas dúvidas importantes a respeito do assunto.

adestramento_comportamental-my_dress_code
1) Como funciona o adestramento comportamental?
Comecei a aprender sobre adestramento de cães há 21 anos com um amigo. Juntos fizemos vários cursos e aprimoramos algumas técnicas.
Ao longo dos anos fui me especializado na questão dos desvios comportamentais, que normalmente são ligados a vários fatores: genética, ambiente em que vive e principalmente a forma errônea com que muitas vezes são criados pelos seus tutores.
2) Este tipo de treinamento é indicado em quais casos e qual é a idade ideal para começar? 

O treino comportamental serve para equilibrar de modo geral o cão. Diminui a ansiedade, o estresse, medos, agressividade e “aquelas artes” que eles fazem para chamar a atenção, como no caso do Ozzy.

No meu método de trabalho sempre faço uma avaliação detalhada do cãozinho, observo como ele age na matilha, se quer se tornar um lider ou um cão submisso, se aceita ordens, entre outras coisas. A partir disso, monto uma série de exercicios para a familia ir condicionando o cão, evitando o surgimento de problemas compartimentais mais chatos. Minha idéia é trabalhar muito com a prevenção!!!
Em pouco tempo de treino, usando a técnica adequada, já é possível ver alguns resultados. Condiciono o cachorro sempre de forma positiva, com brincadeiras e muito carinho.
3) Você pode dar alguns conselhos básicos para quem quer começar a treinar um cão em casa?

Eu sigo a filosofia da liderança. Na natureza os animais de qualquer espécie sempre possuem um líder ou chefe que irão seguir.

Por instinto o cão sempre quer tirar vantagens e se impor como o líder da matilha ou da casa. As vezes, em situações rotineiras que para nós parecem bobeira, brincadeira e são até engraçadas, o cão ele está se impondo como o líder. É aí que ele se torna desobediente.
Algumas dicas bem simples para ensinar nosso cão a obedecer são:
 
1) Nunca alimente seu cão antes que você e sua familia se alimentem. O lider come primeiro!!!!
2) Não dê atenção todo momento que ele pedir. Pode até parecer difícil, mas não é legal entrar em casa fazendo a maior festa para ele. Além de aumentar a ansiedade, você vai deixa-lo louco te esperando toda vez que sai de casa.
3) Você sempre deve começar as brincadeiras e determinar a hora de parar.
 
4) O “Encantador de Cães” sempre fala em seu programa de TV que não adianta trabalhar somente o cão. Segundo ele, os donos também precisam mudar o comportamento e a forma de se relacionar com o animal. Isso faz sentido para você?
Faz muito sentido o que diz Cesar Milan. Sempre trabalhei com esse mesmo pensamento. Logo na primeira aula digo para os clientes que 80% do treino é para eles.
Nosso estado emocional influencia e muito no comportamento dos cães.
Já presenciei casos em que a dona/dono precisava se tratar antes de iniciarmos o adestramento. O equilíbrio do tutor e o posicionamento dele como líder é essencial. Os cães são seres iluminados e muito inteligentes, muitas vezes eles acabam ajudando as pessoas com quem convivem, ensinando-os a viver no presente, o amor incondicional, etc.  Pessoas que tem cães costumam ser menos estressadas, ativas fisicamente e mais generosas. Ensine seu cachorro a agir corretamente e terá o melhor e mais fiel companheiro.

5) O que nós humanos fazemos de mais errado ao lidar com um cão que convive dentro de casa?
Os cães tem sua origem nos lobos e foram domesticados por muitas gerações, mas continuam sendo animais e tem sua própria maneira de interpretar o mundo.
No caso de um cão vivendo com uma família humana, esta é sua matilha. Cães não treinados tendem a pular nos donos, morder sua mão – mesmo que de brincadeira – cavar o jardim, roer o pé da mesa ou seu sofá favorito, entre outras peripécias. Desta forma, devemos ensinar nossos cães, desde o mais cedo possível, a respeitar ordens básicas. Caso contrário a convivência dentro de casa pode ficar bem complicada para ambas as partes.
Ensine seu cãozinho a respeitar seus limites e terá um animal feliz e saudável que lhe fará companhia por longos anos.
6) Cães adultos ou idosos podem se beneficiar com o adestramento? Ou eles só aprendem quando são novinhos?
Cães vivem o presente e absorvem conhecimentos e adquirem comportamentos ao longo da vida. É mais fácil ensinar um filhote, que não tem muitos vícios, mas os cães adultos e mais velhos também se adaptam a novas rotinas e podem mudar seu comportamento se estimulados da forma correta.
adestramento_comportamental-my_dress_code-2
7) Como dar uma bronca eficiente?
A bronca, a correção ou estímulo negativo, precisa ser dada imediatamente no ato do ocorrido. O cão dispersa muito rápido e depois de alguns segundos não entendera o porquê da bronca.
Devemos agir com assertividade, calma e uma postura firme como de um lider, para que perceba imediatamente que fez algo errado. Se ele compreender no ato e parar de se comportar erroneamente, agrade. Caso contrário, mantenha-se firme na bronca, sem gritar ou bater no animal.
adestramento_comportamental-my_dress_code
8) Petiscos são uma boa forma de recompensa?
Não creio que petiscos sejam a melhor forma de se educar. Na natureza não há troca de alimentos, o lider não divide com os submissos. Neste caso, o cão não vai me obedecer porque minha postura é líder e sim porque quer a guloseima.
Há muitas maneiras de prender a atenção do seu cachorro: recompense ele com sorrisos, afagos, carinhos, brinquedos e muitos acessórios de adestramento.
9) Como lidar com cães hiperativos e ansiosos?
Cães ansiosos e hiperativos precisam em primeiro lugar de muito exercício físico. A postura do dono também é muito importante no dia a dia. É essencial saber lidar com eles de forma calma e assertiva.
Para outras dúvidas entre em contato com o Leandro Lecão:

[email protected]

(11) 99467- 0143

Facebook: https://www.facebook.com/leandro.lourenco.5686?fref=ts

Instagram @lecaoadestramento

Tags: ,

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Dicas sobre adestramento comportamental para cães

  1. Suzy

    Adorei o post..
    As fotos estão muito fofas.
    Parabéns!!!!